A ligação entre o Sisu e o Enem – Dicas, duvidas e datas

A Avaliação Nacional do Ensino Médio (Enem) foi criada para avaliar o conhecimento dos alunos que se graduam do ensino médio. Tem crescido ao longo do tempo e é essencial para aqueles que querem participar de programas do Governo Federal brasileiro e ter acesso ao ensino superior como:

Sistema unificado de seleção (Sisu), que oferece aberturas em universidades públicas;

Universidade para todos (ProUni), que oferece bolsas de estudo para faculdades privadas;

Sie, Financiamento Estudantil A taxas baixas.

O desempenho na Enem também pode ser usado para complementar a nota do Vestibular tradicional brasileiro ou para substituir os exames em cursos de seleção de faculdades particulares. As regras, bem como a pontuação, variam em cada instituição.

leia mais sobre o assunto aqui. 

O Sisu para universidades públicas que utilizam as notas do Enem

O sistema unificado de seleção (Sisu) é um programa do Governo Federal que usa a pontuação Enem dos estudantes para classificar candidatos para vagas em universidades públicas sem tomar o Vestibular.

O Ministério da Educação (MEC) abriu ontem o registo para o sistema unificado de seleção (Sisu), que oferece vagas em 131 estabelecimentos de ensino superior. Os alunos têm até 27 de janeiro, às 11:59 da manhã, para se registrarem. Os alunos que fizeram o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) em 2016, e não marcaram zero no exame de escrita, podem candidatar-se a uma das 238.397 Vagas para universidades em todo o Brasil.  O registo deve ser feito através do site do Sisu. O número de vagas para o primeiro semestre de 2017 é 4,5% maior do que na mesma época do ano passado, quando eram 228.000 Vagas.

Os resultados da primeira lista para entrar nas universidades estarão disponíveis em 30 de janeiro. Há uma mudança este ano, no que diz respeito aos critérios para definir como as notas Enem serão usadas durante a seleção que pode facilitar a entrada dos alunos. Para calcular as pontuações dos alunos, no passado, as universidades definiram os pesos mínimos e as notas para cada exame. Agora, além disso, se as instituições escolherem, podem definir apenas uma média mínima de todos os exames para selecionar candidatos. Há também a opção de utilizar ambos os critérios simultaneamente.

sisu 2020

De acordo com o MEC esta mudança foi feita por um pedido das universidades que queriam ter mais autonomia no processo de cálculo das notas.  Os alunos podem mudar suas opções de curso enquanto o sistema está aberto, até 27 de Janeiro, como eles notam mudanças nas notas para as aberturas que estão se candidatando. Pontuação mínima para cada abertura pode mudar junto com o processo de registro, com base nas notas dos candidatos que estão tentando as mesmas opções.  Os alunos podem procurar vagas no site, filtrando por curso, universidade ou cidade. Você deve incluir o número de inscrição Enem do estudante.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *